Sala de
Imprensa

Fechar
04.05.2020
Incidência de infecções pode ser até 40% menor em pessoas que realizam higienização das mãos, segundo OMS

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que a incidência de infecções pode ser até 40% menor em indivíduos que realizam a higienização das mãos de maneira correta. A mais recente delas, o coronavírus, também é prevenido por este simples ato do nosso dia a dia. A ação é tão importante que possui, inclusive, uma data comemorativa: na próxima terça-feira, 5 de maio, é celebrado o Dia Mundial de Higienização das Mãos.

O coordenador de enfermagem, Vinicius Millidiu, que atua no Cetus Oncologia [hospital dia especializado em tratamentos oncológicos, com sede em Betim e unidades em Belo Horizonte e Contagem], fala sobre o assunto na entrevista a seguir:

 

Quantas vezes devemos lavar as mãos no decorrer do dia?

A quantidade de vezes vai variar conforme as atividades que desenvolvemos no decorrer do dia a dia. Neste momento de pandemia de coronavírus, o ideal é que a higienização aconteça antes e depois das refeições, após o uso do banheiro ou sempre que a mão for levada à boca para tossir ou espirrar (lembrando que o ideal é cobrir a boca e nariz com o antebraço). Falar ao telefone, usar o transporte público, coçar os olhos e o nariz, tocar em superfícies [principalmente em espaços públicos] também são ações que pedem imediatamente a higienização.

Quais os produtos devem ser utilizados nessa higienização?

Álcool em gel 70ºC ou água e sabão/sabonete. O uso do álcool em gel, porém, não requer enxágue. É possível, inclusive, carregar um pequeno frasco na bolsa. Assim você terá ele à sua disposição a qualquer momento.

Quando não higienizadas, as mãos são um receptáculo para vírus e bactérias?

As mãos são consideradas uma das partes mais suja do corpo humano. Portanto quando não higienizadas, podem aumentar o risco de diversas doenças, não só a Covid-19, como também gastroenterite (inflamação do trato intestinal), gripes, conjuntivite e rotavírus. Por isso cumprir todos os passos de higienização [das mãos], que não consistem apenas em esfregar as palmas, é fundamental.

E quais são eles?

Primeiro deve-se espalhar o sabonete por todas as partes das mãos. Em seguida, esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda, entrelaçando os dedos e vice-versa. O terceiro passo é friccionar o dorso dos dedos de cada mão com a palma oposta. Nesse processo segure os dedos com movimento de ‘vai e vem’. Após essa etapa, esfregue os polegares com o auxílio da palma da mão oposta, utilizando movimento circular. Feito isso, friccione as polpas digitais e unhas de uma mão contra a palma da outra, fazendo um movimento circular. É importante, também, esfregar o punho esquerdo com o auxílio da palma da mão direita e vice-versa. Já na hora de enxaguar, retire todo o sabonete, evitando o contato direto com a torneira e, se possível, seque com papel toalha descartável, que deve ser descartado no lixo comum.

Quanto tempo deve durar a higienização das mãos?

A Organização Mundial da Saúde afirma que o ato deve durar entre 40 a 60 segundos. Por outro lado, a higienização com álcool em gel durante 20 segundos (tempo que o produto leva para secar totalmente) já é eficaz.

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Agenda Comunicação Integrada

Jornalistas responsáveis:

Maíra Rolim – JP 8850- MG

Daniel de Andrade – RP 0020661-MG

(31) 3021-0204 | 9 8500-1358 | 9 9120-1068

www.agendacomunicacao.com