Sala de
Imprensa

Fechar
07.03.2019
Cetus Oncologia ganha nova unidade em BH

Hospital Dia deixará Rua dos Otoni, onde está localizado atualmente, para ocupar três andares de prédio supermoderno na região hospitalar; Inauguração está prevista para primeira quinzena de março

Especializado no tratamento oncológico, o Cetus Hospital Dia Oncologia, com sede em Betim e unidades em Belo Horizonte e Contagem, está prestes a passar por uma grande mudança física. A filial de BH, localizada no 8º andar de um prédio comercial da Rua dos Otoni, bairro Santa Efigênia, vai ganhar novo endereço, a apenas 1km do atual: três pavimentos [3º, 14º e 16º] do Edifício João Gasparini, na Av. do Contorno, 3800. Os andares vão ser ocupados pelo setor administrativo e pesquisas clínicas, além das salas de consultas e infusões.

Juntas, as três repartições terão 1200m², o que corresponde a um aumento de 300% na estrutura física, em comparação às instalações atuais e com um investimento de 5 milhões de reais. A previsão, segundo o oncologista Victor Hugo Rodrigues, diretor presidente do Cetus, é que a nova unidade seja aberta ao público ainda na primeira quinzena de março.

Ainda de acordo com Victor Hugo, a necessidade de uma nova estrutura para a filial de Belo Horizonte já estava nos planos da diretoria durante todo o ano de 2018, principalmente devido à alta demanda de pacientes, o que fez com que o espaço físico atual ficasse pequeno. “Nos últimos tempos, percebemos que os médicos estavam com agenda apertada. A partir desse cenário começamos a procura por um local maior, mais confortável, de fácil acesso e que estivesse situado na região central”, explica acrescentando que, com a inauguração do Cetus na Av. do Contorno, a capacidade de atendimento/mês, só na capital mineira, deve subir de 1300 para 2500 até 3000, entre consultas e infusões de quimioterapia.

Outro motivo que culminou na mudança é o fato do Hospital Dia priorizar o atendimento diferenciado, acolhedor e humanizado. No novo espaço, por exemplo, os pacientes terão salas exclusivas para as infusões, com box individualizados [todos com ar condicionado], que permitam mais privacidade, além de aparelhos de TV em cada box. “Um espaço de convivência para que os pacientes possam frequentar após as consultas também está no projeto”, revela Dr Victor. A proposta da instituição, ao promover um ambiente que gere conforto, é tornar o atendimento menos doloroso possível. “Eles [pacientes] precisam desse carinho, ou seja, ter uma poltrona que incline, o ar-condicionado, a presença dos familiares acompanhando na infusão. Alguns, por exemplo, chegam a ficar quatro horas tomando a medicação. Então é necessário criar mecanismos que deixem a estadia no hospital menos pesada”, afirma o médico. A estimativa do Cetus é que a nova unidade em BH ganhe mais quatro poltronas de infusão, subindo das atuais 14 para 18 e registre um crescimento de 125% no número de consultórios. “Vamos subir de quatro para nove [consultórios]”, conta Victor.

Arquitetura arrojada

 

         As novas instalações do Cetus em Belo Horizonte chamam atenção também pela suntuosidade da arquitetura. O projeto, assinado pela arquiteta Paula Aragão, com ampla expertise na área de saúde e em espaços mais humanizados, está localizado em um condomínio supermoderno, para que os pacientes tenham, à disposição, um padrão superior de conforto de classe mundial.

O Edifício João Gasparini é totalmente revestido com vidros refletivos, possui corredores amplos, sistema de segurança com circuito fechado de TV, hall decorado e sistema de controle de acesso ao edifício, além de três elevadores de 1ª linha e alta velocidade, sendo um de vão livre de 1,90m para transporte de maca. “A vista que ele oferece da região Centro-Sul de BH, principalmente para quem está nos andares mais altos, é outro diferencial. Não é por acaso que o 3º [andar] foi destinado às infusões e o 16º às consultas. Dentro desse propósito de humanização é preciso que os pacientes olhem para o horizonte, contemplem uma bela paisagem para se sentirem mais dispostos, otimistas e fortes no tratamento”, conta Paula.

Sobre o Cetus Oncologia

Desde 2006, o Cetus Oncologia está de portas abertas em Betim, na grande BH, cidade onde teve sua primeira unidade. A instituição, que funciona como um hospital dia, sem regime de internação, nasceu através da união de seis médicos oncologistas remanescentes do hospital da Baleia.

O atendimento pelo SUS só se concretizou em meados de 2010. Quatro anos depois, em 2014, o hospital passou a contar com mais duas unidades: uma em Belo Horizonte (Rua dos Otoni, 881 – Santa Efigênia) e outra em Contagem (Av. Tito Fulgêncio, 2045 – Jardim Industrial).

Atualmente os três espaços contam com aproximadamente 130 funcionários, incluindo o setor administrativo e corpo clínico. Este, por sinal, é formado por profissionais especializados, com capacitação para atendimento a todos os tipos de tumores.

Além de prezar pelo atendimento humanizado e acolhedor, o Cetus tem ainda o Centro de Pesquisa Clínica, que possibilita ao corpo clínico participar de pesquisas e estudos importantes para o desenvolvimento tecnológico e inovação do tratamento do câncer. Graças a essa expertise da instituição, o paciente é o maior beneficiado: ele passa a usufruir dos mais novos métodos de diagnóstico e formas de controlar/tratar a doença, melhorando assim sua qualidade de vida e aumentando suas chances de cura.

Assessoria de Imprensa

Agenda Comunicação Integrada

Jornalistas responsáveis: Maíra Rolim e Daniel de Andrade

Contato: (31) 3021-0204 | (31) 9 9120-1068

WhatsApp: (31) 9 8500-1358

Facebook.com/agendacomunicacao

Instagram: agendacomunicacao

www.agendacomunicacao.com