Sala de
Imprensa

Fechar
18.07.2019
CCBB BH terá sessão de cinema gratuita para 40 crianças com autismo

Público irá assistir clássico da DreamWorks, “Como Treinar seu Dragão”; Para receber as crianças, teatro II do Centro Cultural terá meia luz e som baixo, adequado à sensibilidade auditiva dos pequenos

 

O Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte (CCBB BH) vai oferecer uma sessão exclusiva nesta sexta-feira (19), às 11h, de “Como Treinar Seu Dragão”, [em cartaz na ‘Fábrica de Sonhos – Mostra de Animação’] para cerca de 40 crianças com autismo acompanhadas pelos pais ou responsáveis. A atividade gratuita é feita em parceria com o Programa de Atenção Disciplinar ao Autismo, da Universidade Federal de Minas Gerais (PRAIA-UFMG).

De acordo com a professora do Departamento de Psicologia da UFMG e uma das coordenadoras do PRAIA, Maria Luiza Nogueira, o teatro II do CCBB BH, reservado para receber as crianças, com idade entre um a 13 anos, será inteiramente adaptado. “O ambiente não ficará totalmente escuro, visto que as crianças com autismo apresentam certa intolerância a locais sem iluminação. O som do telão, por sua vez, será baixo para respeitarmos a sensibilidade auditiva comum neste público”, revela. Além disso, será permitida a livre circulação das crianças pela sala para que elas se sintam totalmente à vontade.

A própria escolha do filme, segundo Maria Luiza, é intencional. Isso porque o longa protagonizado por Soluço e Banguela fala justamente sobre tolerância entre seres diferentes e de como a união é importante para proporcionar uma evolução social.

Para o curador da ‘Fábrica de Sonhos – Mostra de Animação’, Breno Lira Gomes, sessões como a desta sexta-feira são extremamente importantes por, não apenas, proporcionarem a inclusão como também permitir que as crianças interajam socialmente. “A maioria delas sequer teve a oportunidade de ir a um cinema convencional devido aos incômodos que a estrutura deste espaço pode trazer [sons muito altos, ambiente escuro, etc]. Nossa proposta é que elas possam, desde já, ter o direito comum a qualquer cidadão: o de ir e vir e, principalmente, se divertir”, enfatiza.

Sobre o PRAIA-UFMG

 

Criado em 2017 pela professora do Departamento de Psicologia da UFMG, Maria Luiza Nogueira, a partir de sua experiência como mãe de um menino de sete anos com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), o Programa de Atenção Disciplinar ao Autismo (PRAIA) é um projeto de extensão da Universidade Federal de Minas Gerais que oferece assistência aos responsáveis de crianças com o transtorno e à profissionais da saúde, por meio de atividades ligadas às áreas de fisioterapia, psicologia, educação e música.

O PRAIA oferece ainda palestras mensais com temas variados, como legislação, alimentação e desenvolvimento motor, além de atividades de lazer para as crianças e adolescentes que convivem o TEA. Atualmente, além de Maria Luiza, também está na coordenação do projeto a professora Ana Amélia Cardoso, do Departamento de Terapia Ocupacional da UFMG.

Serviço

Sessão gratuita de “Como Treinar seu Dragão” para 40 crianças com autismo

Data: 19 de julho, sexta-feira, às 11h

Local: Teatro II do CCBB BH – Praça da Liberdade, 450 – Funcionários

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Agenda Comunicação Integrada

Jornalistas responsáveis:

Maíra Rolim – JP 8850- MG

Daniel de Andrade – RP 0020661-MG

Informações para a imprensa: (31) 3021-0204 | 9 8500-1358 | 9 9120-1068